quinta-feira, janeiro 03, 2008
posted by Mar da Lua at quinta-feira, janeiro 03, 2008

"O coração funciona como uma bomba, mas necessita de impulsos eléctricos para que a contracção muscular se processe. Assim, existe no coração (aurícula direita) um pequeno gerador eléctrico (nódulo sinusal ou sinoauricular), que emite estímulos eléctricos a uma cadência determinada. A actividade eléctrica irá ser conduzida aos ventrículos através de um sistema de condução específico, chegando finalmente ao músculo ventricular e provocando a sua contracção. A diminuição exagerada do núme­ro de contracções ou pulsações (bradicardia), seja por dificuldades na formação de estímulos eléctricos, seja por interrupções na passagem dos estímulos ao longo do sistema de condução (bloqueios), pode levar ao aparecimento de sintomas que justifiquem a implantação de pacemakers. As queixas mais habituais são tonturas, sensação de desfalecimento ou mesmo desmaio, e situações de cansaço anormal e fadiga extrema. O pacemaker é um aparelho electrónico que funciona como um “marca passo”, emitindo estímulos eléctricos que capturam o coração e assim suportam o seu ritmo. Através da sincronização da estimulação do coração podemos melhorar o funcionamento deste órgão. Deste modo, destacam-se dois benefícios principais aquando da colocação de um pacemaker, nas situações referidas acima.«O primeiro é na mortalidade. Estudos já muito antigos evidenciaram que nas pessoas que tinham bloqueios auriculoventriculares ou uma frequência cardíaca muito lenta, a colocação do pacemaker melhorou significativamente a mortalidade. Em termos funcionais, os doentes que colocam um pacemaker deixam de ter queixas e, deste modo, conseguem ter uma vida normal. A cirurgia para implantar o pacemaker evoluiu muito ao longo dos tempos. Actualmente, é uma pequena cirurgia de mera rotina, sendo que a maioria destas implantações é realizada apenas com anestesia local. Geralmente, o pacemaker coloca-se no lado esquerdo do peito, na região antepeitoral, ou seja, em frente ao músculo peitoral, e os fios são introduzidos pelo sistema venoso, numa intervenção relativamente fácil, com a duração de 45 minutos e, o pós-operatório também é rápido, uma vez que, normalmente, os doentes têm alta ao fim de 24 horas, isto é, implantam o pacemaker num dia e saem no dia seguinte. "
http://saude.sapo.pt/
Dad, não te preocupes amor. É só ir ali e vens já! Vais ver.
Amo-te!
 
6 Comments:


At janeiro 03, 2008, Blogger As vossas vizinhas

Que corra tudo bem!
Feliz 2008

 

At janeiro 03, 2008, Blogger U Ó Mãe Que Dava Pulos

Olá! Sei o isso é. Que corra tudo bem. Depois é um alívio para todos.
Um bom ano de c2008.
Beijinho

 

At janeiro 03, 2008, Blogger M5Sol

Já tá.
Foi rapidinho e correu bem.
Já, já está fino e pronto para as curvas.
Beijos.

 

At janeiro 03, 2008, Anonymous Ég bani

É um procedimento simples. Agora o depois é mais importante, a adopção de um estilo de vida condigno com as novas circunstâncias de um coração que se quer saudável. :)
Um bom ano de 2008
e um bom recomeço

 

At janeiro 04, 2008, Blogger Mar da Lua

Vizinhas mai lindas: Obrigada queridas. Já está tudo a caminhar no bom sentido. Já teve alta e já está em casa com os mimos da mulherzinha (senhora minha mãe) o que é meio caminho andado! Bom ano para as meninas.

u ó mãe dava pulos: É verdade sim que é um alivio. Obrigada pela força. Um excelente 2008 para ti!

m5sol: Minha chefe de banda mais linda! Tá tudo ok já! Beijos muitos. Adoro-te.

ég bani: É verdade que sim, no entanto quando "são nossos" custa sempre :) Já está tudo bem agora! Um excelente ano para ti!

 

At janeiro 04, 2008, Blogger Manuel Damas

Tarde...porque tarde soube. Mas sabes, perfeitamente que estou contigo.
Beijos